sexta, 04 de outubro de 2019 - 18:06h
Governo do Amapá e Sesai firmam convênio para combate à malária em áreas indígenas
Trabalho já está sendo executado em regiões com casos elevados da doença.
Por: Júlio Miragaia
Foto: Alessandro Veloso
Titular da Sesai destacou também que governo federal trabalha na homologação de pistas de pouso para prestar assistência em áreas indígenas do Amapá

Cumprindo agenda no Amapá, a secretária especial de Saúde Indígena, do Ministério da Saúde, a amapaense Sílvia Nobre Waiãpi, assinou na manhã desta quinta-feira, 3, um termo de cooperação técnica com o Governo do Amapá cujo foco é o combate e controle da malária em áreas indígenas.

A assinatura do termo ocorreu na sede da Superintendência de Vigilância em Saúde do Amapá (SVS), em Macapá. A autarquia estadual, na prática, já ajuda na elaboração de estratégias, no monitoramento e execução de planos de ação para as regiões que registraram elevação nos casos confirmados da doença.

A representante da Sesai destacou a importância do trabalho desenvolvido junto com o Estado e que busca a redução da malária.

“São mais de 5.400 casos de malária no Amapá em 2019. Temos um sinal de alerta de que algo emergencial deve ser feito. Esse plano emergencial está materializado no termo de cooperação entre a SVS e Sesai. Sabemos que a malária mata e não podemos perder nosso povo para uma doença que podemos evitá-la”, disse Silvia Nobre Waiãpi.

Ela destacou ainda que as equipes da Sesai e da SVS já estão na área indígena, trabalhando nos focos da doença com elementos químicos para combater o mosquito.

O representante do governador Waldez Góes no encontro, o superintendente da SVS, Dorinaldo Malafaia, explicou que a intervenção emergencial nas regiões indígenas prevê interromper a cadeia de transmissão da malária de maneira rápida, eficiente e sustentável, visando a redução do número de casos de forma imediata.

“Mais do que uma cooperação técnica, já temos uma força-tarefa em campo, atuando na detecção dos casos de malária e no tratamento. Essa é a importância de fazer parceria com a secretaria nacional porque fortalecemos a ação direta nas aldeias e respeitamos a autonomia dos povos indígenas na entrada e saída dessas regiões”, frisou Malafaia. 

Homologação de pistas de pouso

Silvia Waiãpi informou ainda que está em processo de homologação a criação de duas pistas de pouso em áreas indígenas do Amapá. O objetivo é melhorar o trabalho de assistência em saúde a essas populações.  

“Existe um compromisso grande do governo em solucionar as principais demandas dos povos indígenas relacionadas à assistência em saúde. Semana que vem nossa equipe de topógrafos irá ao Parque do Tumucumaque, com auxílio e colaboração do Governo do Estado, para fazer levantamento topográfico. Temos áreas de difícil acesso que precisamos de homologação para pistas de pouso. É preciso transportar essa população que lá reside com segurança, e também levar a equipe multidisciplinar com segurança, enviar suprimentos, medicação e médicos para prestar assistência de qualidade”, disse a secretária nacional.

 
 
NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

SVS - Superintendência de Vigilância em Saúde
Rua 13 de Setembro nº 1889 - Bairro Buritizal - - gabinete@svs.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2019 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá