terça, 03 de julho de 2018 - 15:41h
Amapá lidera ranking brasileiro com redução de doenças endêmicas
Redução é resultado das ações do Governo do Amapá no combate de doenças vetoriais; atividades serão reforçadas com a contratação de agentes de endemia.
Por: Jamylle Nogueira
Foto: André Rodrigues/Sesa
Os dados estatísticos foram apresentados durante a Semana de Saúde na Fronteira que ocorreu na região norte do Amapá

O Governo do Amapá intensificou os programas de prevenção de doenças endêmicas como a malária e teve a redução de 10% dos casos registrados no primeiro semestre de 2018. Com essa estatística o Amapá lidera o ranking brasileiro como o único estado da Amazônia com avanços consideráveis no programa de prevenção e controle da malária.

Outras doenças comuns como a dengue tiveram a redução de 43% dos casos registrados. Além disso, o Amapá não tem registro de febre amarela urbana e ainda está em segundo lugar no ranking de estados que tem cobertura vacinal em todos os municípios. Os dados estatísticos foram apresentados durante a Semana de Saúde na Fronteira que ocorreu de 25 a 29 de junho no extremo norte do estado.

De acordo com o diretor-executivo da Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS), Emanuel Bentes, em 2017, Amapá contava com 3.944 casos de malária. No primeiro semestre de 2018, foram registrados 348 casos a menos. O Ministério da Saúde considerou o programa de combate e prevenção da malária do estado como como um dos melhores. Ele reforçou que 10% é um grande avanço, pois o Amapá faz parte dos estados que compõe a Amazônia Legal que representam 99% da malária no Brasil.

“O Governo do Amapá definiu como uma das suas prioridades o processo de prevenção para que possamos proteger a saúde do amapaense, ao invés de estarmos apenas naquela política retrógada de tratar das pessoas apenas quando elas estão doentes. Dessa forma, promovemos saúde através de programas como o Saúde na Escola, que estimula os jovens e a comunidade a terem consciência em se prevenir de doenças agindo como agentes multiplicadores”, destaca Emanuel Bentes.

O diretor-executivo cita, também, o Programa de Controle das Doenças de Arboviroses transmitidas pelo Aedes aegypti como a dengue que, em três anos, reduziu o número de casos de 3.800 para 442 casos até junho de 2018.

Em 2013, houve 1.800 casos de chikungunya registrados e, atualmente, esse número caiu para 88. As medidas de prevenção adotadas pelo Governo do Amapá contribuíram para que houvesse um controle significativo dessa epidemia. Já os casos de zika vírus, em 2017, foram 8 contabilizados. Nos primeiros seis meses de 2018, foram confirmados 6 casos.

O coordenador do Ministério da Saúde no Amapá, Roberto Bauer, afirma que a valorização dos programas de combate e prevenção de doenças vetoriais são de extrema importância tanto, para a comunidade nacional como internacional. “O Ministério da Saúde prioriza ações que combatem e previnem as doenças endêmicas. Quando conseguimos reduzir estes índices, passamos credibilidade na hora de firmar acordos e buscar recursos”, reitera Bauer.

Como parte do projeto de intensificação em vigilância de saúde no Amapá, o governo do estado contratou 349 agentes de endemias, que irão ser distribuídos em todos municípios. O município de Oiapoque receberá o reforço de 20 desses agentes que irão se juntar aos três que existem na cidade, para executarem atividades de mapeamento, prevenção, conscientização e controle das doenças endêmicas transmitidas por vetores.

“O governo investiu R$ 5 milhões na contratação de agentes de endemias que irá fortalecer a área da vigilância epidemiológica, principalmente, nas áreas de grandes riscos como na fronteira. Pois, no Oiapoque, só temos três agentes atuando, o que não é suficiente para atender a demanda populacional. Mas, com a ampliação de 20 novos profissionais, teremos resultados ainda melhores”, afirma o superintendente da SVS, Dorinaldo Malafaia.

 
 
NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

SVS - Superintendência de Vigilância em Saúde
Rua Tancredo Neves, 1118. São Lázaro. CEP: 68905-320 - - contato@svs.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2018 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá